"Chanceler" além de representar  um País também é o Presidente do Conselho de uma Instituição de ensino superior...

Estrutura de Cambridge

A estrutura da Universidade de Cambridge tem vários paralelos com a de Oxford, mas há diferenças. O papel que, em Oxford, é exercido pela Congregação, em Cambridge cabe à Regent House (literalmente, Câmara Regente). Mas outros colegiados, como o Senado e a Direitoria Geral (general board) também têm poderes deliberativos. As reuniões formais da Regent House são chamadas de congregações. É a Regent House que dá posse formal ao vice-chancellor.
 
O chancellor de Cambridge é eleito pelo Senado da universidade, assim como o high steward, para uma posição vitalícia. O Senado é composto pelos membros da Regent House, aos quais se somam todos os detentores de título de mestre e doutor concedidos por Cambridge.
 
Assim como ocorre em Oxford, a administração de Cambridge fica, de fato, nas mãos do vice-chancellor, no caso eleito pela Regent House a partir de uma indicação feita pelo Conselho, e para um mandato máximo de sete anos.
 
O vice-chancellor de Cambridge delega parte de suas funções a cinco pro-vice-chancellors e a diversos deputy-vice-chancellorsO Conselho responsável pela indicação é formado pelo chancellor /chanceler– que tradicionalmente não toma parte nas deliberações –, pelo vice-chancellor (que preside as reuniões), e dezenove membros eleitos, sendo quatro professores, quatro diretores de unidades (colleges), oito integrantes da Regent House e três estudantes matriculados em Cambridge, sendo pelo menos um de pós-graduação.

Todas as instituições de ensino superior da Europa têm um corpo executivo, comumente chamado "reitoria" e encabeçado por uma pessoa que usa o título de reitor, presidente ou vice-chanceler – é o chefe executivo da universidade.

 

 
Esse Conselho é o principal órgão formulador de políticas da universidade, cuidando do relacionamento entre Cambridge e os colleges que a integram, além de representar Cambridge em negociações com organizações externas à universidade, em assuntos não relacionados diretamente a ensino e pesquisa.
 
As funções administrativas diretas da universidade são exercidas pelo Serviço Administrativo Unificado, sob o comando do registrary (não confundir com o registrar de Oxford).
 
O vice-chancellor delega ainda parte de suas funções a cinco pro-vice-chancellors e a diversos deputy-vice-chancellors.
 
Escola, faculdade e college
Além da Regent House, do Conselho e do Senado, Cambridge conta ainda com a General Board of Faculties (Diretoria Geral de Faculdades) e com os Councils of the Schools (Conselhos de Escolas).
 
Em Cambridge, "Escola" geralmente se refere a uma unidade administrativa que agrega temas assemelhados. A universidade tem seis "escolas", entendidas nesse sentido: Ciências Físicas; Ciência Biológicas; Ciências Clínicas; Tecnologia; Artes e Humanidades; Humanidades e Ciências Sociais. Cada Escola tem um conselho, formado por membros das faculdades e departamentos pertinentes.
 
A Diretoria Geral de Faculdades é composta por membros nomeados pelos Conselhos das Escolas, pelo Conselho, por dois estudantes (um de pós-graduação) eleitos pelo corpo discente e pelo vice-chancellor. Seu principal papel é manter o padrão de ensino e pesquisa da universidade, assessorando a formação da política educacional de Cambridge.
 
As atividades da universidade são organizadas por meio de órgãos chamados faculdades, departamentos e sindicatos. As faculdades, mais de uma centena, se subdividem em departamentos. Cada faculdade é controlada por uma diretoria (board), com presidente e secretário.
 
Os sindicatos são organizações administrativas criadas para dar conta de assuntos que requerem o concurso de várias faculdades, ou de interesse geral da universidade – há, por exemplo, o Sindicato da Biblioteca.
 
A universidade ainda abriga, além das faculdades, 31 colleges que, como no caso de Oxford, gozam de ampla autonomia. Aqui também os heads of college têm títulos que variam de acordo com a tradição de cada unidade, podendo ser chamados de master, president, principal, mistress, provost, ou warden.
 
O President and Fellows of Harvard College se autoperpetua, escolhendo novos membros à medida em que surge a necessidadeContraponto americano
Oxford e Cambridge funcionam como comunidades fundamentalmente autônomas de acadêmicos, onde os nomes dos ocupantes dos principais cargos executivos e a composição dos corpos deliberativos ocorrem por meio da interação entre professores, alunos, funcionários e ex-alunos.

Universidade de Cambridge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
 
Universidade de Cambridge
Brasão de Cambridge
Lema Hinc lucem et pocula sacra
(Do latim: Por o tanto a luz, e as taças sagradas)
Fundação 1209
Tipo de instituição Pública
Localização Cambridge, Inglaterra,
 Reino Unido
Docentes 8614
Presidente David Sainsbury
Total deEstudantes 18 396 estudantes[1]
Campus Urbano
Página oficial www.cambridge.ac.uk

A Universidade de Cambridge[nota 1] (em inglês: University of Cambridge) é uma tradicional instituição de ensino superior do Reino Unido considerada uma das mais prestigiadas e importantes do mundo. É a segunda universidade mais antiga ainda em funcionamento do país. A Universidade de Cambridge localiza-se na cidade de Cambridge, e foi fundada em 1209, porém o rei Henrique III concedeu-lhe o monopólio do ensino em 1231.

Cambridge e a Universidade de Oxford são rivais na aspiração a serem a melhor universidade do Reino Unido. Ambas produziram uma grande proporção dos mais proeminentes cientistas, escritores e políticos do mundo ocidental. Cambridge produziu mais vencedores do prémio Nobel (82 no total) do que qualquer outra Universidade do mundo; muitos dos homens que mudaram a história da Física obtiveram seus diplomas por Cambridge, incluindo Isaac Newton, James Clerk Maxwell, John Joseph Thomson, Ernest Rutherford e Paul Adrien Maurice Dirac. Outras personalidades históricas ilustres associadas à universidade incluem o naturalista Charles Darwin, o economista John Maynard Keynes, o filósofo e matemático Bertrand Russell e o matemático Andrew Wiles. Em 2006, Cambridge foi considerada novamente a segunda melhor universidade do mundo de acordo com o Institute of Higher Education, Shanghai Jiao Tong University, atrás apenas da Universidade Harvard nos Estados Unidos. Em 2010, segundo lista elaborada pelo conselho acadêmico QS, foi considerada a melhor universidade do mundo.

 

Pequeno resumo:

      chanceler:

       Significado de Chanceler

           substantivo masculino e feminino

           Ministro das Relações Exteriores em alguns países.

           Chefe de Estado em certos países; primeiro-ministro: a chanceler Alemã virá ao Brasil.

          Título dado à autoridade máxima em algumas universidades.[Antigo] Funcionário responsável por colocar chancela, selo oficial, em documentos ou diplomas.

          Etimologia (origem da palavra chanceler): do francês chancelier.

          Sinônimos de Chanceler

          Chanceler é sinônimo de: primeiro-ministro

        Definição de Chanceler

          Classe gramatical: substantivo de dois gêneros
          Separação silábica: chan-ce-ler
          Plural: chanceleres 

We are the World